O Amor pela minha filha Luísa!

"Corajosa e Lutadora, tem uma grande necessidade de se sentir aprovada e de agradar a todos. Com estranhos é inibida, mas quando tem confiança é bastante comunicativa. Pode ser arisca e rebelde, mas apaixona-se com facilidade e esforça-se para ter uma relação estável e duradoura, apresentamos ao mundo a nossa filha Luísa".



Total de Visitas do Blog

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

A fase da BIRRA, o que fazer?

Olá mamães, tudo bem?

  Os nossos bebês estão crescendo rápido e se desenvolvendo na velocidade da luz, mas a apartir de agora, temos que prestar bastante atenção nos nossos pequenos porque eles já começam a saber exatamente o que querem, e também começam a saber fazer BIRRA quando não querem algo, e ai a pergunta que muitas mamães e papais se fazem é: "O que fazer quando o meu bebê der birra?".


 
  A nossa pequena Luísa está exatamente nesta fase, de muita esperteza, não para quieta, quer fazer tudo o que tem vontade, mas quando não deixamos ela fazer alguma coisa que quer, nossa, começa o espetáculo da Birra, se joga para trás, chora, bate, faz biquinho e muito mais, mas para tudo nesta vida tem um jeitinho e abaixo descrevi algumas técnicas que estão funcionando muito bem com a nossa Luísa para que esta birra para antes mesmo de começar a se tornar um problemão, acompanhem:

  • Dê limites ao seu bebê sempre - mesmo que ele chore, bata, se jogue para trás, lembre-se que a educação deve ser dada de berço.
  • Perceba se realmente o seu bebê está fazendo birra - se ele está limpinho, com a barriguinha cheia, e está sorrindo, brincando, pulando, mas se você tira algum objeto da sua mãozinha ou não deixa ele fazer algo e ela fica mal, OPS, pode ter certeza que é birra.
  • Como agir quando o seu bebê der birra - a melhor dica para acabar com a birra é fingir que você nem está vendo aquele "espetáculo", mas antes é fundamental ter certeza que é birra. Pode fazer o teste, deixe o seu bebê dar birra e olhe para outro lado, ou continue assistindo televisão, ou saia de perto, em poucos minutos ele parará de dar birra e te procurará. O bebê faz birra como uma defesa, onde normalmente, ele consegue tudo o que quer, mas se não dermos atenção e se ele não tiver "platéia", ele para, porque percebe que não adianta nada.
  • Ensine o seu bebê desde bem pequeno que tudo tem hora certa para acontecer - não dê tudo o que ele te pedir, sabemos que muitas vezes não resistimos a um pedido deles, mas temos que tentar, para que não criemos um adulto problemático no futuro.
  • Convide o seu bebê para participar das atividades com você - muitas das vezes o bebê faz birra, porque quer mais atenção do que você está dando, a dica aqui é sempre reservar um tempo somente para ele.
  • Se o seu bebê tomar atitudes agressivas, como bater, vá até ele, olhe bem nos seus olhinhos e diga que aquela atitude que ele fez não é correta. Acredite o seu bebê vai te entender, só tenha cuidado para não alterar a sua voz, seja tranquilo ao passar a mensagem de correção.
  • Quando o seu bebê estiver no auge da birra e for necessário, deixe-o no chão dando a birra e saia um pouco de perto, ele perceberá que toda vez que der birra você ficará distante e isto ele não quer por nada neste mundo.
  • Jamais "compre" o seu bebê, sempre o recompense por algo que ele fez ou conquistou, isto será um bom hábito que ele aprenderá desde pequeno.
Enfim, sabemos que lidar com a birra dos nossos bebês não é uma tarefa simples, porém devemos saber que é uma tarefa possível. E com disciplina e paciência, conseguimos acabar com a birra deles.

A nossa pequena Luísa ainda faz birra quando quer alguma coisa, mas a nossa atitude é exatamente a que descrevi acima e não dura mais do que 2 minutos, porque ela sabe que não irá surtir efeito algum e só quem sai perdendo é ela.

Espero que apliquem as dicas acima e depois me escrevam a experiência de vocês. Se tiverem mais dicas, por favor me enviem que eu publico no blog.

Até a próxima!

segunda-feira, 15 de agosto de 2011

Meu Pai, meu Herói!

Existem coisas na vida que não tem preço, uma delas é ver a felicidade da nossa pequena Luísa quando está com o seu papai! Ela se esbalda, se joga, faz caras e bocas, dá boas gargalhadas e sempre me observa como se falasse: "Este é o meu SUPER PAI, mamãe".


Em todos os momentos ele está presente para apoiá-la e defendê-la. Está sempre disposto a brincar, passear, fazer muitas travessuras. E se precisar trocar a fralda ou dar um banho, ele também está por perto.


Na aulinha de natação, ela demonstra todo o seu potencial e com toda a alegria estampada no seu rostinho, olha para mim e abre aquele sorrisão, de estar protegida e carinhosamente abraçada pelo seu Pai. Enfim, a Luísa não poderia ter um papai melhor e tão especial como ela tem.


E este aninho, o papai da Luísa foi homenageado na escolinha, e se emocionou, ao ver a nossa princesinha toda vestida de super heroína e se apresentando na frente de todos. E ao final ela veio correndo e deu aquele abraço gostoso de Feliz dias dos Pais! Nossa, impossível de não se emocionar.


E no Domingo, ela fez questão de acordar o papai bem cedinho, com muita baba...kkk..um presentão e um maravilhoso café da manhã!


E eu não tenho dúvidas que, se a nossa filhota conseguisse falar, diria algo como: "Papai, obrigada por seu o meu super Pai, por brincar comigo, ser o meu amigo, me amar muito e passar momentos tão especiais ao meu lado, te amo".

E eu, como mamãe e esposa só tenho a agradecer a você, meu amor, por toda a dedicação, paciência e amor que você tem pela nossa família. Te amo muito, Feliz dias dos Pais!

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

13 de Agosto: Campanha vacinação contra a pólio 2ª fase e início da vacinação contra o Sarampo.

O Sistema Único de Saúde (SUS) lança no dia 13 de agosto a segunda etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite 2011. Será oferecida a segunda dose da vacina contra a paralisia infantil para crianças menores de 5 anos. Mesmo quem já tomou a 1ª dose deve ser vacinado.

Neste dia começa também a segunda etapa da vacinação contra o sarampo, que se estende até o dia 16 de setembro, para crianças de 1 ano a menores de 7 anos, nos seguintes estados: AC, AM, AP, DF, ES, GO, MA, MS, MT, PA, PB, PI, PR RN, RO, RR, SC, SE e TO.

Lembre-se: Vacinar é um gesto de amor, levo o seu filho!



terça-feira, 9 de agosto de 2011

Já tenho 1 aninho, posso fazer de tudo?

Depois que os nossos filhos completam 1 aninho, eles acham que podem de tudo. Querem descobrir o mundo com as próprias pernas, desvendar lugares que antes não tinham acesso, gritar bem alto para todo mundo ouvir.

Fazem caras e bocas para tudo e sabem conquistar tudo o que desejam, com um jeitinho que só eles tem. A nós, mamães e papais nos resta admirar e babar por toda as conquistas, vitórias, barreiras enfrentadas, porém na empolgação de acompanhar o desenvolvimento dos nossos pequenos, acabamos nos deixando levar e esquecemos de colocar limites de onde eles podem ir, o que podem fazer.
  


 O que tenho visto é que muitas das vezes, as mamães e papais são influenciados pela sociedade que acreditam que todos os bebês são iguais, que se desenvolvem na mesma época, que andam com a mesma idade, que comem de tudo, enfim, e sabemos que isto não é verdade. Por este motivo, resolvi listar algumas dicas para deixarmos os nossos bebês bem mais tranquilos para se desenvolverem, mas dando limites de maneira que eles entendam que tudo tem hora certa para acontecer.



Após 1 aninho do seu bebê:
  • Incentive-o com muitas cores, sons, objetos de encaixe, números, letras, livros, música.
  • Insira-o na sociedade, apresentando-o a outras crianças, deixando-o brincar, falar, pegar.
  • É uma fase em que o bebê desenvolve muito os 5 sentidos. Então não deixe de oferecer papel para rasgar, videos para ver, música para ouvir, sons para repetir.
  • Estimule-o a descobrir o novo. É um momento de descobertas contínuas, deixe-o ir aonde quer, pegar no que desejar, mas sempre de olhos bem atentos.
  • Faça caminhadas diárias com o seu bebê. Segure na sua mãozinha e deixe-o te guiar, você verá a felicidade dele em estar te levando para onde sempre teve curiosidade de conhecer.
  • Se o seu bebê já anda sozinho, deixe-o livre para caminhar pela casa, não faça cerquinhas, porque é o momento dele descobrir, desvendar, desenvolver.
  • Ensine o seu bebê a rezar, pode parecer sem sentido, mas o bebê tem a capacidade de obsorver tudo o que lhe é ensinado.
  • Se o seu bebê ainda toma suco e leite na mamadeira, é um ótimo momento para acostumá-lo a tomar no copinho. Lembre-se isto é um hábito e logo ele estará fazendo com a maior naturalidade.

Após 1 aninho do seu bebê cuidado:

  •  Para não força-lo a fazer algo que ainda não está preparado, como andar. Isto exige um tempo e é o tempo dele, não o seu!
  • Não oferecer todo o tipo de comida, como doces e salgadinhos. Sabemos que todos dizem que o seu bebê deve experimentar de tudo, pois já tem 1 ano, mas não tenha pressa. Cuidar da saudade do seu bebê é também uma prova de amor.
  • Dar muita independência a um ser ainda tão dependente de você. Eles estão loucos para descobrir o mundo e vão sem medir consequencias, por isto, esteja sempre presente e cuide para que acidentes não ocorram.
  • Não deixar o seu bebê em cima de sofá, cama, cadeira, puff, porque, apesar de parecerem que já são grandes, eles não conseguem tem a noção de espaço, distância, do perigo.
  • Esquecer nada de miudo pelo chão da casa, agora o seu bebê é um desvendador e qualquer objeto que ele achar irá colocar na boca.
  • Falar palavrões, xingamentos, palavras ruins, porque esta é uma fase em que o bebê imita tudo. Dê sempre bons exemplos, fale palavras boas.
Lembre-se: Quem ama cuida, quem cuida zela, quem zela protege, quem protege guia, quem guia fortalece.

Te amamos filha e sempre estaremos ao seu lado para te ver se desenvolver cada dia mais.