O Amor pela minha filha Luísa!

"Corajosa e Lutadora, tem uma grande necessidade de se sentir aprovada e de agradar a todos. Com estranhos é inibida, mas quando tem confiança é bastante comunicativa. Pode ser arisca e rebelde, mas apaixona-se com facilidade e esforça-se para ter uma relação estável e duradoura, apresentamos ao mundo a nossa filha Luísa".



Total de Visitas do Blog

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Como conciliar a escola dos filhos com o seu trabalho?

Olá mamães e papais, hoje o assunto é sobre um tema polêmico, que deixa todos nós de cabelo em pé: Como conciliar a escola do seu filho com o seu trabalho? Quem ainda não chegou à fase de colocar o seu filho(a) na creche ou na escola, logo terá esta incrível experiência e ao mesmo tempo um aprendizado sem tamanho, afinal existem muitos fatores envolvidos, como:

 - Adaptação pais e filhos;

 - Adaptação escolar;

 - Convívio com outras crianças;

 - Convívio com as “tias” antes desconhecidas;

 - Nova rotina;

 - Grade curricular (datas comemorativas, férias, passeios fora da escola e etc);

 - Reuniões no trabalho que extrapolam o horário padrão;

 - Trânsito;

 - Alimentação;

 Dentre tantos fatores, conciliar a rotina escolar com a rotina de trabalho dos pais é um grande desafio que se torna necessário, tanto para a continuidade das atividades rotineiras dos pais. quanto para o crescimento social, cultural e integrador da criança, que aprende desde cedo a ter responsabilidades, a honrar os seus compromissos, a interagir com a sociedade, a ter respeito, a ser independente, enfim, aprende a se desvincular dos laços maternais e paternais, se transformando em um adulto moralizado, com objetivos claros, prontos a enfrentar os desafios da vida. Sabemos, porém, que na teoria tudo é perfeito, mas na prática, não é tão simples assim. A nossa pequena Luísa, por exemplo, está acostumada à rotina de creche/escola, por período integral, e sempre se adaptou bem, realizando suas atividades com êxito e se desenvolvendo maravilhosamente bem. Porém, durante 3 anos, a rotina dela foi alterada, principalmente por eu (mamãe) ter mudado de trabalho algumas vezes e consequentemente alterado a rotina dos horários, pude estar mais tempo com ela, levando-a na escola com um pouco mais de tranquilidade. 

Neste ano, decidi retornar á minha rotina de trabalho, pois a nossa filha já está crescida e muito mais independente. A rotina voltou a ser bem corrida. Acordar cedo, para dar tempo de tomar café da manhã, tomar banho, se arrumar, chegar á escola a tempo e chegar ao trabalho no horário. E em pouco tempo já percebemos que a nossa filha sentiu esta mudança “repentina” de sua rotina, principalmente na hora que a deixamos na escola pela manhã. Ela nos olha, faz aquele charme, ensaia um choro...e naquele momento somos "obrigados" a partir...nossa, que momento difícil, a vontade é de voltarmos e buscá-la, mas não temos esta opção, a vida precisa seguir no seu ritmo natural.

O nosso desafio é ajuda-la a compreender que a rotina de Escola x Trabalho faz parte do planejamento futuro de sua vida. Que cada um é responsável por suas escolhas e assumir suas consequências. E os nossos filhos, mesmo parecendo frágeis já são conscientes de seus atos e de alguns deveres. Sem dúvida o tempo que nos resta, aproveitamos ao máximo ao lado dela, com muito amor, carinho, atenção, conversa, brincadeiras, passeios. E acreditem, que a mudança da rotina acontece nos dois lados e, na minha opinião, muito mais para nós mamães e papais, que acabamos sofrendo muito em ver os nossos filhos com as carinhas de "não me deixe" por simplesmente nos querer por perto. Mas a recompensa vem sempre quando no final de um dia de trabalho vamos buscá-la na escola, e temos a certeza que ela esteve bem, interagiu, fez várias atividades, estudou, aprendeu, se desenvolveu e amou estar mais um dia na escola.


Desejo de coração muita coragem, força e fé para todas as mamães e papais, pois o nosso desafio é grande e a nossa missão maior ainda!