O Amor pela minha filha Luísa!

"Corajosa e Lutadora, tem uma grande necessidade de se sentir aprovada e de agradar a todos. Com estranhos é inibida, mas quando tem confiança é bastante comunicativa. Pode ser arisca e rebelde, mas apaixona-se com facilidade e esforça-se para ter uma relação estável e duradoura, apresentamos ao mundo a nossa filha Luísa".



Total de Visitas do Blog

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Tirando a fralda!

O momento tão esperado por nós enfim chegou...o Desfralde da nossa pequena Luísa...sempre ouvi dizer que quando o nosso bebê tira a fralda tudo fica mais fácil, é um marco na independência dos filhos e principalmente dos pais.
 
 

A nossa pequena está com 2 anos e 2 meses e somente agora que a escola começou o tão preocupante processo de tirar a fralda. Nós decidimos por deixar o tempo da nossa filhota e não obrigá-la a fazer xixi e cocô no vazinho sem que ao menos a escola, onde hoje ela passa a maior parte do seu tempo, nos auxiliasse, tornando este momento um momento prazeroso, divertido e não um trauma a ser levado por toda a vida.
 
Em Setembro de 2012 recebemos uma carta da escola da nossa Luísa comunicando que o processo do desfralde seria iniciado...nossa...pensa no pânico total que passou pela minha cabeça, coisa de mãe, fiquei pensando como seria este início, e se ela não quisesse, e se não desse certo, enfim, como tudo na vida, precisamos de um começo e jamais saberemos que algo deu certo se não for feito algumas tentativas. Li a carta umas 5 vezes, procurei entender qual seria o nosso papel (mamãe e papai) durante este processo, como conseguiríamos ajudar a nossa pequena a se livrar das quase "irmãs de sangue" dela, as Fraldas, que há tanto tempo fazem parte da sua história de vida.
 
 
 
 Na carta estávam escritas várias orientações, inclusive de psicólogos que com a experiência que possuem, escreveram diversos tópicos do passo a passo para se fazer o desfralde nos nossos filhos, com a maior naturalidade possível. Depois de lida e relida a carta, era a hora de colocar em prátca todos os ensinamentos.
 
O primeiro dever de casa era comprar muitas calcinhas, afinal este era o início de muitas lavadas de roupas molhadas de xixi, mas que eram necessárias para que o processo desse certo. Saí em busca de novas calcinhas para minha pequena, e na primeira loja que entrei, perguntei:"Bom dia, gostaria de comprar muitas calcinhas para minha filha de 2 aninhos", a moça que me atendeu, foi logo me levando para me mostrar as opções...fiquei maravilhada, afinal era uma mais linda do que a outra, tinha com babado, colorida, de bichinho..enfim..e percebi que um pacote com 3 calcinhas iria me custar uma fortuna, uma vez que precisaria de muitas. Vendo a minha expressão de dúvida e decepcão, a simpática moça me questionou:"A Senhora quer calcinhas para sair ou para fazer desfralde?" E logo eu respondi que era para desfralde, mas que não estava entendendo a pergunta dela...foi quando ela me levou para o paraíso..kkk..onde havíam muitas calcinhas de todo o tipo, cor e tamanho com um preço super acessível. Não pensei duas vezes e comprei muitas. Sai da loja com mais uma lição aprendida e muito empolgada para ajudar a minha filhota a se livrar das fraldas.
 
O primeiro dia de desfralde da Luísa na escola foi um sucesso, ela fez xixi e cocô no vazinho e ficou bem a vontade. Chegando em casa a nossa missão seria ainda maior, tiramos a fralda, a deixamos só de calcinha e  de 20 em 20 minutos levaríamos ela no banheiro para que ela começasse a transmitir para o cérebro a associação do banheiro com o xixi e cocô. E já no primeiro dia, tivemos muitas histórias para contar, dentre elas:
  •  Eu ensinei assim: "Filha quando você sentir uma cosquinha na pererequinha, você chama a mamãe ou o papai e corre para o banheiro, mas não pode fazer na calcinha"
    • Ela entendeu, e de repende gritou: "Mamãe..Papai.xixi" e a correria era enorme, quando víamos ela já havia feito na calcinha, mas mesmo assim levávamos ela no vazinho e com muita paciência esperávamos que a vontade viesse novamente.
  • Outro dia fui com ela no vazinho e ela concentrou e fez cocô, nossa, fiquei tão emocionada que comecei a gritar: "Parabéns filha, está se tornando uma mocinha" e na empolgação vesti a calcinha sem limpá-la...nossa...já imaginam o resultado.
  • Sem contar os vários momentos que a nossa pequena chamou e corremos com ela para o banheiro e não era nada, quando pensávamos pronto agora é só daqui a 20 minutos, o xixi saia.
  •  Mas teve um dia que foi muito mágico, ela só de calcinha, estava tomando suco o dia todo, levávamos no vazinho e nada, o meu marido e papai da Luísa a pegou no colo e começou a assisitr desenho com ela, e eu só escuto assim: "Corre corre filha, que xixi quente, vamos para o vazinho terminar o que você começou", e o xixi foi caindo pela sala toda e quando chegou no banheiro já havia feito tudo pela casa.
Enfim...apenas começamos o processo do desfralde, mas já percebemos que será preciso muita paciência, incentivo e muitas calcinhas. O segredo é ensinar, ensinar e ensinar...em 1 semana do programa a nossa pequena Luísa já aprendeu várias lições e uma delas é que sempre precisa colocar a calcinha e sempre que sentir uma "cosquinha na pererequinha" deve chamar a mamãe ou o papai, porque o xixi quer sair.
 
Confesso que estou curtindo esta nova fase, mas com o coração apertado, afinal eu sei que a minha pequena está se tornando uma mocinha e que muito em breve teremos que superar muitas outras fases, que até então são desconhecidas.
 
Se você mamãe ou papai está passando por esta fase, deixe o seu depoimento aqui, sem dúvida a sua experiência irá ajudar muitas mamães e papais de primeira viagem como nós.
 
Espero que tenham gostado deste relato de uma mãe que curte cada momento da filha com muito alegria e emoção. Até a próxima.